Bolsonaro diz dispensar votos de quem ''pratica violência'' contra opositores


O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) disse que dispensa ''o voto e qualquer aproximação de quem pratica violência contra eleitores'' do adversário no segundo turno, Fernando Haddad (PT).


''A este tipo de gente peço que vote nulo ou na oposição por coerência, e que as autoridades tomem as medidas cabíveis, assim como contra caluniadores que tentam nos prejudicar'', escreveu ele em sua conta no Twitter.


Bolsonaro vinha sendo pressionado por não se manifestar em relação a sucessivos casos de violência envolvendo eleitores ou apoiadores de sua candidatura contra pessoas com posicionamento distinto.

Uma das ocorrências terminou com a morte do capoeirista Romuário Rosário da Costa, 63. Na última segunda-feira (8), ele foi assassinado a facadas após discussão sobre o embate entre Haddad e Bolsonaro. A vítima havia declarado voto no petista, e por divergência política, foi golpeada por Paulo Sergio Ferreira de Santana. O homem confesso foi preso.

Mais lidas da semana 🔥

Freddie Mercury aparece com último namorado em fotos raras

Emmanuel Macron está de olho em Marina Silva pela 2ª vez

Brian May diz que Freddie Mercury perdeu parte do pé

Os dez figurinos mais caros da história do cinema

Homem atira na ex-mulher e contra si dentro de ônibus em Lages

Ela se vestiu de homem para viajar livremente no século 19

Após pressão de Marina, Bolsonaro volta atrás e diz que não acabará com Ministério do Meio Ambiente

Filho agressor fazia empréstimos em nome da mãe aposentada

Mulher "viciada" em silicone e bronzeamento artificial fica irreconhecível

Uma noite de 'MasterChef' com JB, o crítico mais crítico da gastronomia