Cresce rejeição de Bolsonaro por mulheres, diz pesquisa

A rejeição das mulheres ao nome de Jair Bolsonaro (PSL) cresceu nove pontos percentuais desde junho, de 34% para 43%, segundo pesquisa Datafolha, o que leva o candidato ao topo dos que não seriam votados "de jeito nenhum" pelo eleitorado feminino. As mulheres representam 52% dos eleitores brasileiros.


O candidato do PSL é o que tem a maior disparidade entre o voto de homens e mulheres.

O Datafolha ouviu 8.433 pessoas em 313 municípios, de 20 a 21 de agosto. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR 04023/2018.

Mais lidas da semana 🔥

Marina prega a paz durante caminhada e aglomera multidão

Comunidade LGBT fará reunião para debater se apoia Marina ou Ciro

Eleitor que fizer enquete em redes sociais pode ser multado em até R$ 329 mil

'Três Espiãs Demais' entra para o catálogo da Netflix

Aretha Franklin, ''rainha do soul'', morre aos 76 anos

Marina Silva é a pré-candidata política mais atacada por Fake News no Brasil

Biólogo Richard Rasmussen é acusado de pagar para matarem botos em reportagem

4 livros para tratar temas difíceis com seus filhos

Maioria entre indecisos, mulheres devem definir eleição presidencial

Julgamento das Bruxas de Salem: 7 fatos para entender o acontecimento