Danilo Gentili é condenado a indenizar jornalista e apagar posts

As supostas piadinhas de Danilo Gentili não são apenas alvo de crítica de colegas. São também caso de Justiça. Posts feitos pelo humorista no Facebook levaram o jornalista Gilberto Dimenstein a acioná-lo na Justiça. Dimenstein venceu o processo em primeira instância, uma decisão que obriga Gentili a apagar as publicações das redes sociais, sob a pena de multa de 1.000 reais por dia em que demorar a fazê-lo. O comediante, que não costuma pedir desculpas, pode recorrer. A indenização pedida é de 100.000 reais.


Dimenstein processou Gentili após o apresentador tê-lo chamado de ''repugnante'' no Facebook. O humorista reclamou de uma reportagem do site ''Catraca Livre'', administrado pelo jornalista, criticando uma publicação de Gentili no Instagram. ''O repugnante Gilberto e seu bebê de Rosemere [sic] Catraca são aqueles que tiraram proveito da lamentável tragédia da Chapecoense em troca de cliquezinhos e defendia ditaduras e políticos criminosos. Mas, para eles, piada entre amigos não pode. É 'incorreto'. Atenção Dimenstein e Catraca: conforme a imagem abaixo sugere, tem um canavial de #$%& esperando por vocês. Se quiserem, eu até tatuo a cara do Lula ou Fidel nelas'', escreveu o apresentador, em um posto acrescido de xingamentos de cunho sexual.

''Há prova inequívoca da verossimilhança da alegação inicial podendo se extrair do conteúdo divulgado – ao menos pelo exame da inicial – que o réu divulgou mensagens que desabonam a imagem do autor. Tal indício justifica a sua pretensão para que o réu retire a publicação ofensiva, sob pena de aplicação de multa diária'', diz o juiz Edward Albert Lancelot D C Caterham Wickfield, da 35ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, na sua decisão.


Nesta quarta e nesta quinta-feira, 1º, Dimenstein usou o Facebook para comemorar a decisão e criticar duramente Danilo, que diz ser adepto da ''baixaria'' e não respeitar nem mesmo as vítimas do Holocausto e de estupro. Segundo o post do jornalista, o valor pago por Gentili irá para a Orquestra Sinfônica de Heliópolis. ''Aliás, tudo o que eu arrecadar em todos os processos (e são muitos) irá para essa orquestra expandir seu projeto de música clássica na rua'', escreveu.


Mais lidas da semana 🔥

'Adoraria ouvir conselhos dela', diz Príncipe William sobre a mãe

Irmão de Suzane von Richthofen vivia longe dos holofotes e cogitou deixar o país

Príncipe Harry revela que fez terapia para superar morte da mãe

12 séries que são verdadeiras joias escondidas na Netflix

Mulher mais obesa do mundo perde 250 kg após cirurgia

Biólogo Richard Rasmussen é acusado de pagar para matarem botos em reportagem

Eliana faz cerclagem uterina: entenda o que é o procedimento

Maju Coutinho é a nova apresentadora do Jornal Hoje

'Três Espiãs Demais' entra para o catálogo da Netflix

Filho agressor fazia empréstimos em nome da mãe aposentada