Série ''Dear White People'' tem 100% de aprovação no Rotten Tomatoes

Um dos sites mais respeitados no mundo do entretenimento, o Rotten Tomatoes, deu uma rara avaliação máxima – 100% – à produção original da Netflix ''Dear White People'' – ou ''Cara Gente Branca'', em português. A nota é dada baseada em dezenas de críticas publicadas por profissionais em diversas edições.


''Esperta, envolvente, com elenco excepcional, melhora a cada episódio'', diz uma das críticas. ''É a série perfeita para jovens negociando um mundo em que as lutas por identidade se tornam mais complexas a cada dia'', diz outra.

Apenas para efeito de comparação, no mesmo site, a elogiada ''13 Reasons Why'' atingiu meros 85%. ''House of Cards'', com trama adulta e complexa, que fala sobre política e atualidades, ganhou 84%. O que ''Dear White People'' tem de tão especial, então?


Para começar, ela é bastante diferente do que estamos acostumados a ver na TV. A trama se passa em uma conceituada universidade norte-americana, como tantos filmes e séries. A diferença, aqui, é que o elenco é majoritariamente negro. Qual foi a última vez que você assistiu uma história com tantos negros estudando em uma universidade de elite? Pode parar para pensar o quanto quiser. Se lembrar, conte para a gente.

Quando a série foi anunciada pela Netflix, recebeu uma verdadeira chuva de ataques de parte da audiência. Muitos usuários ameaçaram boicotar a plataforma devido à produção. Com frases racistas, acusavam a série de… racismo! ''Quando negros se juntam na cantina os brancos dizem que é autossegregação. Não importa que os brancos sempre se juntem'', diz a personagem Sam White (Logan Browning) em dado momento da série. E essa é a lógica de quem atacou a série antes mesmo de assistir – não importa que milhares de filmes e séries tenham sido feitos com elenco branco – se uma série fala sobre negritude e tem elenco negro, é tachada de racista.


Bobagem. ''Dear White People'' não é uma série feita para detonar pessoas brancas. É, sim, uma série que coloca os negros em foco como poucas vezes vimos no mainstream. Fala sobre os dramas e problemas enfrentados por um grupo de estudantes. E além de falar dos dramas coletivos, destaca a individualidade de cada um. Questões íntimas e pessoais, conflitos internos, incoerências… enfim, humanidade.


Para quem é branco, nem sempre é confortável assistir, mesmo. Mas até por isso, é tão necessário! Em vários momentos da série quem assiste se identifica com as situações, e nem sempre de um jeito positivo. Reconhecer que é fácil se agarrar a estereótipos, ser preconceituoso e racista muitas vezes sem nem perceber é incômodo. Mas reconhecer os problemas é um primeiro passo fundamental para mudar o que incomoda. E ''Dear White People'' dá um belo empurrão para esse reconhecimento.

Quem é negro, identifica-se na pluralidade dos personagens retratados. A série mostra de modo bastante claro que não existe uma só maneira de ser negro, militar contra o racismo, ou de se colocar no mundo. Cada personagem é muito bem desenvolvido na sua individualidade. E, assim como na vida real, ninguém é totalmente bom ou ruim. Todo mundo tem nuances. (E isso quem está falando não sou eu, autor branco desse texto, mas sim militantes e influenciadores negros como Nátaly Neri, Túlio Custódio e Gabriela Moura).


Se ''Dear White People'' é a série perfeita? Nesse caso, é uma questão de opinião. Mas negar a importância e qualidade da produção é fechar os olhos para a realidade e para como o mundo – ao menos no aspecto da representação dos negros no cinema e na TV – está mudando rapidamente para melhor. Seja qual for sua raça, se tiver a oportunidade, assista à série de coração aberto e tire suas próprias conclusões.


Mais lidas da semana 🔥

Irmão de Suzane von Richthofen vivia longe dos holofotes e cogitou deixar o país

'Três Espiãs Demais' entra para o catálogo da Netflix

Freddie Mercury aparece com último namorado em fotos raras

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima

12 séries que são verdadeiras joias escondidas na Netflix

Mulher mais obesa do mundo perde 250 kg após cirurgia

Noiva com alopecia emociona convidados com sua confiança

Mulher morre após carro explodir em posto de gasolina no Rio

Eliana faz cerclagem uterina: entenda o que é o procedimento

Escolas iniciam 'caça à baleia azul'; fique atento aos sinais