Paisagens paradisíacas dão lugar a favelas em ensaio de ONG

Você já deve ter encontrado no Instagram fotos de pessoas viradas de costas para a lente da câmera partindo para locais deslumbrantes, com uma das mãos para trás sendo segurada pelo responsável pelo clique como se estivesse puxando o espectador para o local visitado. As imagens fazem parte do projeto Follow Me To, criada pelo fotógrafo russo Murad Osamnn, que teve a ideia de registrar lugares paradisíacos pelo mundo em viagens ao lado de sua mulher, Nataly Osmann.


O projeto é um hit na rede social – até o momento a página de Osamnn reúne 4,6 milhões de seguidores – e inspirou uma campanha da ONG latino-americana TETO a fazer uma releitura das fotografias criadas para retratar a realidade da população carente do Brasil.

Dessa vez, em vez de paisagens luxuosas, a ONG apresentou imagens de locais e de pessoas marginalizadas pela sociedade brasileira. ''Um cenário muitas vezes invisível e esquecido (…) Resolvemos, então, contar a histórias de moradores e moradoras que vivem nesses cenários e têm seus direitos mais básicos violados todos os dias'', explica Bruno Dias, 26 anos, Diretor Social Nacional da TETO.


O ensaio feito nas comunidades Verdinhas e Souza Ramos, ambas na zona leste de São Paulo (SP), faz parte da ação Coleta, que acontece nos dias 5, 6 e 7 de maio.



Coleta á uma das mobilizações feitas pela ONG com ajuda de voluntários que divulgam a missão da organização com mensagens em cartazes e conversas com pedestres nas ruas a fim de comunicar o trabalho da TETO. A intenção é arrecadar fundos para ajudar e defender os direitos de pessoas que vivem em comunidades – como água, saneamento e energia.

''Quando vemos a realidade de milhões de pessoas que vivem sem acesso aos serviços mais básicos como água, saneamento e energia, fica claro que, hoje, esses direitos são providos para, somente, uma parte da população. Por isso, defendemos o direito à moradia e principalmente o direito que todos e todas temos de transformar e disfrutar plenamente da cidade em que vivemos e todos os benefícios que ela promove'', concluiu Dias.


A Coleta de maio acontece em 258 ruas e avenidas nas cidades de São Paulo, região do ABC (SP), Santos (SP), Campinas (SP), Rio de Janeiro, Duque de Caxias (RJ), Niterói (RJ), Curitiba (PR) e Salvador (BA). A meta da ONG para a ação é arrecadar R$ 1 milhão em recursos e atrair 10 mil voluntários.

Criada no Chile, a TETO chegou ao Brasil há 10 anos e atua e trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem em comunidades carentes, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.

Mais lidas da semana 🔥

'Adoraria ouvir conselhos dela', diz Príncipe William sobre a mãe

Irmão de Suzane von Richthofen vivia longe dos holofotes e cogitou deixar o país

Príncipe Harry revela que fez terapia para superar morte da mãe

Mulher mais obesa do mundo perde 250 kg após cirurgia

'Três Espiãs Demais' entra para o catálogo da Netflix

Biólogo Richard Rasmussen é acusado de pagar para matarem botos em reportagem

12 séries que são verdadeiras joias escondidas na Netflix

Mãe faz alerta após filha ter infecção causada por urina de cachorro na praia

Freddie Mercury aparece com último namorado em fotos raras

Filho agressor fazia empréstimos em nome da mãe aposentada