Menino e cachorro com vitiligo se encontram e viram amigos

Com oito anos de idade, Carrie Blanchard foi diagnosticado com vitiligo, doença que altera a pigmentação da pele, e, desde então, sofre com a autoestima.


''Sua aparência estava mudando rapidamente. A primeira coisa que ele me disse quando entramos no carro foi que ele odiava o seu rosto'', disse Stephanie Adcock, mãe do garotinho, ao site norte-americano Bored Panda.


Foi aí que uma esperança surgiu: o labrador chamado Rowdy. O animal, que foi diagnosticado com a mesma doença de Carrie, foi como uma luz no fim do túnel para a mãe do menino, que fez questão de promover um encontro entre os dois.


Assim que se encontraram, a conexão entre os dois foi instantânea e, desde então, Carrie se tornou muito mais confiante e aprendeu a lidar melhor consigo mesmo.


Olha só que fofura esses dois juntos:



Mais lidas da semana 🔥

Aretha Franklin, ''rainha do soul'', morre aos 76 anos

Maioria entre indecisos, mulheres devem definir eleição presidencial

4 livros para tratar temas difíceis com seus filhos

'Três Espiãs Demais' entra para o catálogo da Netflix

'Sobrevivi a quatro sentenças de morte'

Biólogo Richard Rasmussen é acusado de pagar para matarem botos em reportagem

Marina Silva é a 1ª presidenciável a usar blockchain em financiamento de campanha

Legado de Amy Winehouse influencia cantores e impressiona especialistas

Criado por atrizes, conheça três coisas utilizadas até hoje

Mulher mais obesa do mundo perde 250 kg após cirurgia