Gripe: vacina, sintomas e tratamento

O problema

A gripe é uma infecção viral que afeta especialmente as vias aéreas e o pulmão. Para contraí-la, basta entrar em contato com secreções de pessoas infectadas. Após um espirro ou um beijo, o vírus Influenza se adere às células do aparelho respiratório do novo hospedeiro e passa a se multiplicar em alta velocidade. Para responder o ataque, o organismo aumenta a produção de muco e a temperatura corporal — daí vem a coriza e a febre. Como a gripe também provoca uma leve inflamação nos músculos, o corpo tende a ficar dolorido.


Principalmente em indivíduos com o sistema imunológico fragilizado, essa enfermidade pode evoluir para uma pneumonia. Há situações raras nas quais ela desencadeia um infarto — mas, nesses casos, via de regra o paciente já sofria com uma doença cardíaca. Ao contrário do resfriado, que progride lentamente, a gripe aparece de uma vez. Em geral, ela não persiste por mais do que uma semana.

Sinais e sintomas

Calafrio

Febre

Dor no corpo

Dor de cabeça e nos olhos

Sensação de ardor no peito

Coriza

Tosse

Congestão nasal

Náusea e vômitos (especialmente em crianças)

Fadiga

Fatores de risco

Imunidade baixa

Limpeza inadequada das mãos

Frequentar locais fechados e com muitas pessoas

A prevenção

Pessoas acima dos 60 anos, crianças, grávidas e portadores de doenças cardíacas devem se vacinar anualmente. Isso porque o vírus sofre mutações com o tempo – e a vacinação protege contra o tipo mais provável de se disseminar no ano em questão. O restante da população também pode se submeter às picadas (isso contribui inclusive para o vírus não se espalhar com tanta facilidade). Evitar locais fechados e cheios de pessoas, especialmente durante os meses mais frios, diminui os riscos de contágio.

O diagnóstico

Ao surgirem os sintomas, vá ao médico. Só ele diferencia a gripe de outras infecções, impedindo que males mais sérios sejam disfarçados pela automedicação. Embora muitas vezes o exame clínico feche o diagnóstico, exames de sangue e análise do muco expelido por nariz e garganta podem ser solicitados para identificar a presença do Influenza.

O tratamento

Até há um antiviral específico para a gripe – o fosfato de oseltamivir, ou Tamiflu, que acelera a recuperação e previne complicações. Mas como a doença costuma ir embora sozinha depois de uma semana, geralmente o médico prescreve apenas remédios que controlam o mal-estar e outros sintomas da gripe.


Chás e outras bebidas quentes suavizam o cansaço, a dor de garganta, a tosse e a congestão nasal. Aliás, uma hidratação adequada deixa o corpo mais preparado para combater a infecção – por isso todo profissional recomenda beber bastante água.

A alimentação equilibrada também integra o tratamento. Cenoura, vegetais escuros e a abóbora são fontes de betacaroteno, nutriente que estimula os pulmões a expectorar o muco. Já a canja da vovó fornece anti-inflamatórios naturais e substâncias que reforçam o sistema imunológico.


Mais lidas da semana 🔥

'Adoraria ouvir conselhos dela', diz Príncipe William sobre a mãe

Irmão de Suzane von Richthofen vivia longe dos holofotes e cogitou deixar o país

Príncipe Harry revela que fez terapia para superar morte da mãe

Mulher mais obesa do mundo perde 250 kg após cirurgia

'Três Espiãs Demais' entra para o catálogo da Netflix

Biólogo Richard Rasmussen é acusado de pagar para matarem botos em reportagem

12 séries que são verdadeiras joias escondidas na Netflix

Mãe faz alerta após filha ter infecção causada por urina de cachorro na praia

Freddie Mercury aparece com último namorado em fotos raras

Filho agressor fazia empréstimos em nome da mãe aposentada