Imagem de Cristo armado é 'ofensa ao povo', diz arcebispo

A ilustração de uma matéria do jornal britânico The Guardian, que mostra o Cristo Redentor segurando uma arma de fogo na mão esquerda e um saco de dinheiro na direita, provocou críticas nesta sexta-feira por parte de lideranças da Igreja Católica brasileira. A reportagem, cujo título é 'Operação Lava Jato: é o maior escândalo de corrupção da história?', faz uma longa descrição dos impactos da Operação sobre o país, do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, da prisão de empresários bilionários, à crise política enfrentada atualmente pelo presidente Michel Temer.


O arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, classificou a ilustração como ''ofensiva'' e ''desrespeitosa''. ''O Cristo Redentor é símbolo de uma nação e também símbolo de uma fé. Ao representar o Redentor desta forma, o The Guardian ofende o povo brasileiro, porque isso é uma ofensa para o povo'', afirmou o arcebispo, em entrevista.


''É um vilipêndio para os cristãos porque Cristo ensinou exatamente o contrário, ensinou que a gente devia amar o próximo, fazer bem ao outro e ser despojado. Quem não sabe respeitar o povo brasileiro, nem tampouco os cristãos, é lamentável. Nós lamentamos muito isso e pedimos que seja respeitada a imagem de Cristo'', completou Dom Orani.

A imagem também suscitou reações negativas na página do Facebook do veículo. Um internauta escreveu que a imagem foi ''desrespeitosa'' e que se fosse estampado ''os símbolos de Brasília'' a publicação teria sido ''mais feliz e correta''.

Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre o contrato com a Friboi

Ministério da Saúde não recomenda polvos de crochê para bebês

''Eu sou a pedra no sapato do Bruno'', diz mãe de Eliza Samúdio

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima