Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

O ator britânico Roger Moore, famoso por interpretar James Bond sete vezes no cinema e por seu papel na série de TV ''O Santo'', morreu nesta terça-feira (23) na Suíça, aos 89 anos. Moore, que vivia no país há muitos anos, morreu após uma curta batalha contra o câncer. ''Com grande pesar, anunciamos que nosso querido pai, Sir Roger, morreu hoje na Suíça após a uma batalha breve, mas corajosa contra o câncer'', afirmou a família em uma nota divulgada no Twitter. ''O amor que o cercou em seus últimos dias é tão grande que não pode ser medido em palavras'', acrescenta a nota, assinada por seus filhos Deborah, Geoffrey e Christian.


Ao longo de doze anos, entre 1973 e 1985, o londrino Roger Moore protagonizou alguns dos maiores clássicos da franquia de James Bond, como ''007 Viva e Deixe Morrer'' (1973), que teve música de Paul McCartney (Live and Let Die), ''007 – O Espião que me Amava'' (1977), outro com música-tema inesquecível (Nobody Does It Better, de Carly Simon), ''007 contra o Foguete da Morte'' (1979), ''007 contra Octopussy'' (1983) e ''007 – Na Mira dos Assassinos'' (1985).

O ator tornou o agente 007 um cavalheiro inglês com mais fleuma, após a fase viril do escocês Sean Connery.

Humilde, embora seja um dos 007 preferidos do público, Moore declarou uma vez que, para ele, o maior de todos era Daniel Craig, que ainda não foi substituído no papel. Além de Moore e Craig, James Bond já foi interpretado por atores como Sean Connery e Timothy Dalton.


Roger Moore também interpretou detetives. Ele foi Sherlock Holmes no telefilme ''Sherlock Holmes in New York'', de 1976, e deu vida ao inspetor Jacques Clouseau no filme ''A Maldição da Pantera Cor-de-Rosa'' (1983).


Na TV, o ator londrino participou de séries como ''Ivanhoé'' (1958-1959) e ''O Santo'' (1962-1969), seu papel televisivo de maior destaque, que o projetou pelo mundo, já que o programa, em que interpretou Simon Templar, foi exibido em diversos países. No início dos anos 1970, ele ainda participaria de outra série de grande sucesso, ''The Persuaders'', uma parceria com o americano Tony Curtis.

O ator estava escalado para ''Summer Night, Winter Moon'', atualmente em pré-produção. Não se sabe ainda se chegou a gravar suas cenas.

Vida pessoal

Roger Moore se casou no total quatro vezes e em uma entrevista contou que apanhava das duas primeiras mulheres, já falecidas. No primeiro, com a patinadora Steyn Doorn Van, Moore chegou a ser atingido com uma chaleira. ''Ela me arranhava. Minha mãe ficava gelada sempre que eu voltava para casa com novas cicatrizes'', contou o ator em um programa da TV. O casal se divorciou em 1953. Moore se casou em seguida com a cantora Dorothy Squires, que também batia nele. Segundo o ator, a jovem tinha ''muito temperamento'' e uma vez acertou sua cabeça com um violão.


Trajetória

O ator Roger Moore nasceu em 1927 em Londres e já imaginava ser artista desde pequeno. Serviu no exército militar durante a Segunda Guerra Mundial e foi morar nos Estados Unidos aos 26 anos. Com um talento excepcional, além de grande beleza, Roger logo assinou um contrato com a Metro-Goldwyn-Mayer (MGM), produtora de filmes e séries de Hollywood.

Então, o ator começou a participar de filmes como ''Melodia Interrompida'' (1955) e ''A Última Vez que Vi Paris''. Moore também começou a atuar em programas na televisão e obteve reconhecimento pela série de faroeste ''Maverick'', em 1957.

A sua fama internacional começou com a participação em ''O Santo'', em 1962 e cresceu ainda mais com o protagonista no filme ''O Homem que Não Era'' em 1970. Roger considerava esse último o seu personagem favorito e havia afirmado que tinha sido o seu melhor desempenho na tela.

Três anos depois, Moore apareceu como o novo James Bond em ''007 – Viva e Deixe Morrer'', substituindo Sean Connery. Depois disso, o ator protagonizou mais seis filmes sobre o agente secreto. No seu último, ''007 – Na Mira dos Assassinos'', Roger tinha 57 anos e foi considerado velho demais para o papel. Timothy Dalton passou a interpretar Bond na sequência.

Nesse período, o ator ainda trabalhou em filmes como ''Selvagens Cães de Guerra'' e ''Resgate Suicida''. Em 1981, Moore participou da comédia ''Quem Não Corre Não Voa'', junto com Burt Reynolds.  Depois disso, o ator apareceu em filmes menores, incluindo ''Desafio Mortal'', o primeiro filme dirigido por Jean-Claude Van Damme.

Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre o contrato com a Friboi

Ministério da Saúde não recomenda polvos de crochê para bebês

Vacina contra a gripe é liberada para toda a população

''Eu sou a pedra no sapato do Bruno'', diz mãe de Eliza Samúdio