Pais de Madeleine McCann desabafam 10 anos após desaparecimento

Nesta quarta-feira (3), completam-se exatamente 10 anos desde que Madeleine McCann desapareceu em um resort em Portugal, onde se hospedava com sua família britânica para uma viagem de férias. Nesse meio tempo, a mídia e polícia levantaram várias suspeitas sobre o caso Madeleine – chegando, até mesmo, a pensar nos pais como culpados –, mas, até hoje, nada foi descoberto, de fato, sobre o caso. Sem culpados, sem provas e, principalmente, sem justiça para a família.


Por meio de uma página no Facebook, Gerry McCann e Kate McCann, pais de Madeleine, escreveram um desabafo sobre o desaparecimento da filha:

''Dez anos e não há uma forma fácil de falar sobre isso, descrever ou aceitar. Eu lembro quando Madaleine desapareceu pela primeira vez e eu não pude nem considerar que isso se prolongaria durante anos. Shawn Hornbeck foi sequestrado e mantido em cativeiro por quatro anos, Natascha Kampusch durante oito aos. Eu não aguentaria algo do tipo. E agora, aqui estamos, Madeleine, nossa Madeleine, desaparecida há 10 anos.

Os outros dias são bem parecidos com os outros. No entanto, 10 anos é um péssimo marco, um tempo perdido.

Estamos nos preparando para as próximas semanas. É provável que seja estressante e doloroso ao relembrar as 'velhas histórias', falsas notícias e as mentiras que rondam programas de TV, redes sociais e jornais.

A mídia está sugando toda a atenção do ocorrido e nós só queremos uma coisa: encontrar Madeleine. Eles precisam ter um propósito. Nós poderíamos gastar todo nosso tempo e energia tentando nos defender das acusações e mentiras que nos fazem, mas aí não teríamos força para continuar procurando por Madeleine, cuidar de nossos outros filhos e viver as nossas vidas.

Eu realmente espero que as pessoas que relatarem a 'história' nas próximas semanas, tenham consciência disso. Mesmo com a pouca consideração que tenham comigo e Gerry, elas precisam ter em mente, pelo menos, o efeito que essa negatividade injustificada reflete em nossos filhos – e, claro, Madeleine.

Felizmente, há uma investigação da polícia em tentar achar Madeleine e trazer seu sequestrador à justiça. Não há novos apelos que a polícia deseje fazer nesse momento e, por isso, estamos mantendo qualquer novidade sobre o caso um pouco afastado da mídia.


Os dois pontos que me parecem mais apropriados à medida que atingimos esta marca de dez anos são a perseverança e a gratidão: iremos adiante, tentaremos o máximo, nunca desistiremos e faremos o melhor que pudermos.

Nós nos consideramos imensamente afortunados de ter recebido o amor, solidariedade e apoio de todos os tipos de pessoas na última década. Enfrentamos muitos desafios e pontos baixos ao longo do caminho, mas o encorajamento e positividade que temos sentido da maioria das pessoas, sem dúvida, nos sustentou e manteve nossa fé na bondade humana. E, enquanto isso existir, sempre haverá esperança.

Um muito obrigado de toda a família McCann''.

* Na imagem, Madeleine McCann (à esquerda) e como seria hoje fisicamente (à direita), segundo um programa de computador.


Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

Netflix vai tirar do catálogo séries famosas da TV; veja quais

Internada aos 5 meses de gravidez, Eliana tem avaliação diária

Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre o contrato com a Friboi