Pais de Madeleine McCann desabafam 10 anos após desaparecimento

Nesta quarta-feira (3), completam-se exatamente 10 anos desde que Madeleine McCann desapareceu em um resort em Portugal, onde se hospedava com sua família britânica para uma viagem de férias. Nesse meio tempo, a mídia e polícia levantaram várias suspeitas sobre o caso Madeleine – chegando, até mesmo, a pensar nos pais como culpados –, mas, até hoje, nada foi descoberto, de fato, sobre o caso. Sem culpados, sem provas e, principalmente, sem justiça para a família.


Por meio de uma página no Facebook, Gerry McCann e Kate McCann, pais de Madeleine, escreveram um desabafo sobre o desaparecimento da filha:

''Dez anos e não há uma forma fácil de falar sobre isso, descrever ou aceitar. Eu lembro quando Madaleine desapareceu pela primeira vez e eu não pude nem considerar que isso se prolongaria durante anos. Shawn Hornbeck foi sequestrado e mantido em cativeiro por quatro anos, Natascha Kampusch durante oito aos. Eu não aguentaria algo do tipo. E agora, aqui estamos, Madeleine, nossa Madeleine, desaparecida há 10 anos.

Os outros dias são bem parecidos com os outros. No entanto, 10 anos é um péssimo marco, um tempo perdido.

Estamos nos preparando para as próximas semanas. É provável que seja estressante e doloroso ao relembrar as 'velhas histórias', falsas notícias e as mentiras que rondam programas de TV, redes sociais e jornais.

A mídia está sugando toda a atenção do ocorrido e nós só queremos uma coisa: encontrar Madeleine. Eles precisam ter um propósito. Nós poderíamos gastar todo nosso tempo e energia tentando nos defender das acusações e mentiras que nos fazem, mas aí não teríamos força para continuar procurando por Madeleine, cuidar de nossos outros filhos e viver as nossas vidas.

Eu realmente espero que as pessoas que relatarem a 'história' nas próximas semanas, tenham consciência disso. Mesmo com a pouca consideração que tenham comigo e Gerry, elas precisam ter em mente, pelo menos, o efeito que essa negatividade injustificada reflete em nossos filhos – e, claro, Madeleine.

Felizmente, há uma investigação da polícia em tentar achar Madeleine e trazer seu sequestrador à justiça. Não há novos apelos que a polícia deseje fazer nesse momento e, por isso, estamos mantendo qualquer novidade sobre o caso um pouco afastado da mídia.


Os dois pontos que me parecem mais apropriados à medida que atingimos esta marca de dez anos são a perseverança e a gratidão: iremos adiante, tentaremos o máximo, nunca desistiremos e faremos o melhor que pudermos.

Nós nos consideramos imensamente afortunados de ter recebido o amor, solidariedade e apoio de todos os tipos de pessoas na última década. Enfrentamos muitos desafios e pontos baixos ao longo do caminho, mas o encorajamento e positividade que temos sentido da maioria das pessoas, sem dúvida, nos sustentou e manteve nossa fé na bondade humana. E, enquanto isso existir, sempre haverá esperança.

Um muito obrigado de toda a família McCann''.

* Na imagem, Madeleine McCann (à esquerda) e como seria hoje fisicamente (à direita), segundo um programa de computador.


Mais lidas da semana 🔥

Sisu abre inscrições para o 2º semestre

Conheça o criador do jogo Baleia Azul

'A Cabana' é acusado de heresia por parte dos evangélicos

Emmanuel Macron é eleito presidente da França

Ela se vestiu de homem para viajar livremente no século 19

Pai mata filha de 11 meses e comete suicídio ao vivo no Facebook

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

12 séries que são verdadeiras joias escondidas na Netflix

Bronquiolite: 10 perguntas e respostas sobre a doença

Gripe: vacina, sintomas e tratamento