Filho agressor fazia empréstimos em nome da mãe aposentada

O caso brutal de violência de um filho que agredia a própria mãe, uma idosa de 84 anos, teve mais uma triste informação revelada: de acordo com dados obtidos pela Polícia Civil (PC) do Maranhão, existem indícios de que o homem fazia empréstimos consignados no nome da mãe, Joseth Coutinho Martins de Freitas, fazendo com que ela recebesse apenas pouco mais de 30% do valor.


As informações foram obtidas com exclusividade junto às autoridades maranhenses. Segundo investigações iniciais, a mãe do suspeito Roberto Elísio Coutinho de Freitas, 51 anos, recebia uma aposentadoria de aproximadamente R$ 38 mil, por ter trabalhado como professora na Universidade Federal do Maranhão e por ter direito a uma pensão deixada pelo marido falecido há mais de 20 anos.

No entanto, a família estaria recebendo valores líquidos de aproximadamente R$ 12 mil, já que diversos empréstimos consignados – a polícia apura a existência de oito deles – teriam sido realizados em nome da idosa.

Ainda de acordo com o levantamento, alguns dos parcelamentos preveem pagamentos de 49 vezes no valor de R$ 3,5 mil.


O caso

Roberto Elísio, bacharel em Direito, teve a prisão preventiva decretada, na manhã da última sexta-feira (26), em São Luís (MA), após ser flagrado batendo e ameaçando sua mãe. O vídeo gerou indignação nacional após ser compartilhado por internautas. Com grande repercussão negativa, Roberto excluiu seus perfis das redes sociais.

Publicado por Crystopher Plekanovsky em Quinta, 25 de maio de 2017




A prisão preventiva do suspeito foi decretada pela juíza Oriana Gomes, da 8ª Vara Criminal de São Luís. Ele foi direcionado ao centro de triagem em Pedrinhas, no Maranhão. A vítima, Joseth Coutinho fez no dia (26) o exame de corpo de delito e em seguida ficou sob a responsabilidade do neto, filho de Roberto.


Defesa

Roberto alega sofrer de Esquizofrenia – distúrbio mental caracterizado por comportamento social fora do normal e incapacidade de distinguir o que é ou não real. Ele ainda chegou a afirmar que 'não lembrava claramente do ocorrido' e que estaria iniciando um tratamento psiquiátrico.

Boatos

Após a prisão preventiva de Roberto, supostas imagens dele ferido chegaram a circular pela internet, mas segundo a apuração da reportagem de Cultura, as fotos são falsas. A única imagem verídica é a que Roberto aparece isolado em uma cela uniformizado com vestes na cor laranja – peças padronizadas para detentos. Até o fechamento desta matéria – (28.05.2017 – 14:19 * horário de Brasília) –, o suspeito seguia com sua integridade física aparentemente preservada.

Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre o contrato com a Friboi

Ministério da Saúde não recomenda polvos de crochê para bebês

Vacina contra a gripe é liberada para toda a população

''Eu sou a pedra no sapato do Bruno'', diz mãe de Eliza Samúdio