Conta de luz fica mais barata em junho, diz Aneel

As contas de luz ficarão mais baratas em junho por causa da volta da bandeira tarifária verde. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira (26) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) por causa do aumento do nível dos reservatórios. Com isso, a tarifa de energia deixará de ter cobrança adicional pelo uso das usinas termelétricas, que está em vigor há três meses.


O sistema de bandeiras é atualizado mensalmente pelo órgão regulador, que avalia a situação dos reservatórios em todo o país para tomar uma decisão. O aumento das chuvas em maio levou a uma recuperação dos níveis das represas das hidrelétricas, contribuindo para a redução do custo da energia. A diminuição do consumo também contribuiu para a revisão da bandeira tarifária.


De acordo com a Aneel, o custo da usina termelétrica mais cara a ser acionada no mês que vem será de 155,85 reais por megawatt-hora (MWh). A bandeira verde é acionada quando a energia gerada por elas fica abaixo de 211,28 reais por MWh.

A cobrança extra está em vigor desde março deste ano, quando foi instituída a bandeira amarela. Essa classificação adiciona uma taxa de 2,00 reais para cada 100 quilowatt-hora consumidos. Nos meses de abril e maio, vigorou a bandeira vermelha, em seu primeiro nível, o que adicionava uma taxa de 3,00 reais a cada 100 kWh.

Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Sequestrado em maternidade, Pedrinho é advogado de Aécio Neves

Morre Kid Vinil, aos 62 anos, precursor do punk rock

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima

Internada aos 5 meses de gravidez, Eliana tem avaliação diária

Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

Netflix vai tirar do catálogo séries famosas da TV; veja quais

5 coisas que as mães de autistas gostariam que você soubesse