Conta de luz fica mais barata em junho, diz Aneel

As contas de luz ficarão mais baratas em junho por causa da volta da bandeira tarifária verde. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira (26) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) por causa do aumento do nível dos reservatórios. Com isso, a tarifa de energia deixará de ter cobrança adicional pelo uso das usinas termelétricas, que está em vigor há três meses.


O sistema de bandeiras é atualizado mensalmente pelo órgão regulador, que avalia a situação dos reservatórios em todo o país para tomar uma decisão. O aumento das chuvas em maio levou a uma recuperação dos níveis das represas das hidrelétricas, contribuindo para a redução do custo da energia. A diminuição do consumo também contribuiu para a revisão da bandeira tarifária.


De acordo com a Aneel, o custo da usina termelétrica mais cara a ser acionada no mês que vem será de 155,85 reais por megawatt-hora (MWh). A bandeira verde é acionada quando a energia gerada por elas fica abaixo de 211,28 reais por MWh.

A cobrança extra está em vigor desde março deste ano, quando foi instituída a bandeira amarela. Essa classificação adiciona uma taxa de 2,00 reais para cada 100 quilowatt-hora consumidos. Nos meses de abril e maio, vigorou a bandeira vermelha, em seu primeiro nível, o que adicionava uma taxa de 3,00 reais a cada 100 kWh.

Mais lidas da semana 🔥

Sisu abre inscrições para o 2º semestre

'A Cabana' é acusado de heresia por parte dos evangélicos

Conheça o criador do jogo Baleia Azul

Pai mata filha de 11 meses e comete suicídio ao vivo no Facebook

Ela se vestiu de homem para viajar livremente no século 19

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima

Emmanuel Macron é eleito presidente da França

Bronquiolite: 10 perguntas e respostas sobre a doença