Menino e cachorro com vitiligo se encontram e viram amigos

Com oito anos de idade, Carrie Blanchard foi diagnosticado com vitiligo, doença que altera a pigmentação da pele, e, desde então, sofre com a autoestima.


''Sua aparência estava mudando rapidamente. A primeira coisa que ele me disse quando entramos no carro foi que ele odiava o seu rosto'', disse Stephanie Adcock, mãe do garotinho, ao site norte-americano Bored Panda.


Foi aí que uma esperança surgiu: o labrador chamado Rowdy. O animal, que foi diagnosticado com a mesma doença de Carrie, foi como uma luz no fim do túnel para a mãe do menino, que fez questão de promover um encontro entre os dois.


Assim que se encontraram, a conexão entre os dois foi instantânea e, desde então, Carrie se tornou muito mais confiante e aprendeu a lidar melhor consigo mesmo.


Olha só que fofura esses dois juntos:



Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

Netflix vai tirar do catálogo séries famosas da TV; veja quais

Internada aos 5 meses de gravidez, Eliana tem avaliação diária

Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre o contrato com a Friboi