Menino e cachorro com vitiligo se encontram e viram amigos

Com oito anos de idade, Carrie Blanchard foi diagnosticado com vitiligo, doença que altera a pigmentação da pele, e, desde então, sofre com a autoestima.


''Sua aparência estava mudando rapidamente. A primeira coisa que ele me disse quando entramos no carro foi que ele odiava o seu rosto'', disse Stephanie Adcock, mãe do garotinho, ao site norte-americano Bored Panda.


Foi aí que uma esperança surgiu: o labrador chamado Rowdy. O animal, que foi diagnosticado com a mesma doença de Carrie, foi como uma luz no fim do túnel para a mãe do menino, que fez questão de promover um encontro entre os dois.


Assim que se encontraram, a conexão entre os dois foi instantânea e, desde então, Carrie se tornou muito mais confiante e aprendeu a lidar melhor consigo mesmo.


Olha só que fofura esses dois juntos:



Mais lidas da semana 🔥

Ela se vestiu de homem para viajar livremente no século 19

12 séries que são verdadeiras joias escondidas na Netflix

Sisu abre inscrições para o 2º semestre

Uma noite de 'MasterChef' com JB, o crítico mais crítico da gastronomia

Bronquiolite: 10 perguntas e respostas sobre a doença

Filme ''Anastasia'' se torna musical na Broadway

25 fatos curiosos sobre Psicologia

Com gravidez de risco, Eliana se afasta da TV: 'Dúvidas e medo'

Mãe faz alerta após filha ter infecção causada por urina de cachorro na praia

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'