Mãe que levou gravidez adiante para doar órgãos do bebê dá à luz

Nove meses é o tempo que um bebê leva para se desenvolver e finalmente chegar ao mundo. Para a maioria das grávidas, essa espera é marcada por expectativas, idealizações e ansiedade. Mas imagina como uma mãe se sentiria ao levar a gestação até o fim só para doar os órgãos da sua filha que é anencéfala? Foi essa atitude que Keri Young tomou para salvar vidas e oferecer para outras mães a oportunidade de viver com os seus pequenos.


Em fevereiro, o marido da americana, Royce Young, publicou um post que viralizou nas redes sociais, falando sobre a escolha da esposa. Na mensagem, ele ressaltou o quanto admirava Keri que, mesmo diante de uma situação tão difícil, conseguiu pensar no próximo. Na época, a mamãe também se pronunciou: ''Essa não foi uma decisão fácil. Pelas próximas 20 semanas eu vou senti-la chutar, ter soluço e a gente vai poder ouvir as batidas perfeitas do coração enquanto sabemos que só teremos algumas poucas horas com ela após o nascimento. Eva vai ter uma vida, ainda que seja curta. Ela vai doar tudo que puder e vai fazer mais durante seu tempo na Terra do que eu jamais farei''.


E na última segunda-feira, 17, essa pequena guerreira nasceu e Royce compartilhou uma foto com a filha no colo para fazer um anúncio. ''Nós dissemos olá e adeus para a nossa doce Eva ontem'', escreveu o papai. Keri também falou sobre o momento: ''Ela foi perfeita no seu próprio caminho. Depois, eu vou dividir mais [detalhes] sobre essa inacreditável história''. A mamãe agradeceu o carinho que tem recebido e disse que tem um adorável garotinho de dois anos, que é responsável por fazer a família toda sorrir.




Confira também: Bebê surda encanta a web ao aprender primeira palavra: vovó; assista

Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre o contrato com a Friboi

Ministério da Saúde não recomenda polvos de crochê para bebês

''Eu sou a pedra no sapato do Bruno'', diz mãe de Eliza Samúdio

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima