Lula amplia liderança para 2018; Bolsonaro disputa 2º lugar com Marina, diz Datafolha

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo pelo jornal ''Folha de S.Paulo'' mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC) melhoraram seu desempenho na corrida presidencial de 2018. Se a eleição fosse hoje, Lula teria entre 29% e 31% das intenções de voto, dependendo dos cenários testados. Lula aparece em quatro simulações de 1º turno, de um total de 6, e lidera em todas. O instituto ouviu 2.781 pessoas em 172 cidades, entre os dias 26 e 27 de abril.


Bolsonaro tem entre 11% e 16%, dependendo do cenário. Ele disputa o segundo lugar com Marina Silva, da Rede Sustentabilidade, que tem entre 11% e 25%. Marina lidera as pesquisas nos dois cenários em que Lula não aparece.

Já os tucanos Aécio Neves e Geraldo Alckmin caíram na preferência dos eleitores. Aécio tem 8% contra 26% em dezembro de 2015, no cenário em que tem Lula, Bolsonaro, Marina e Ciro Gomes na disputa. Alckmin tem 6%. Em dezembro de 2015 tinha 14%.

O presidente Michel Temer não tem mais do que 2% das intenções de voto nos cenários em que aparece, e é rejeitado por 65% da população. Lula tem 45% de rejeição, Aécio 44%, Alckmin 28%, Bolsonaro 23%, Marina 21%. O prefeito de São Paulo, João Doria Jr. (PSDB) e o juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba Sergio Fernando Moro, por sua vez, têm 16% cada.


Doria foi incluído pela primeira vez no Datafolha. Ele tem um desempenho melhor do que seus dois colegas de partido, Alckmin e Aécio. Ele teria entre 5% e 11% dos votos.

O juiz Moro foi testado em um dos cenários – e ficaria em quarto lugar, atrás de Lula, Marina e Bolsonaro, mas à frente de Aécio e Doria. A margem de erro é de dois pontos percentuais, então, Moro aparece em empate técnico com Marina e Bolsonaro.

Nas simulações de segundo turno, Lula lidera na disputa contra Aécio (43% a 27%), Alckmin (43% a 29%), Bolsonaro (43% a 31%) e Doria (43% a 32%). O petista perderia apenas para Marina (41% a 38%) e contra Moro estaria em empate técnico (42% a 40%), com vantagem numérica para o magistrado.

Mais lidas da semana 🔥

Eliana faz cerclagem uterina: entenda o que é o procedimento

Mãe faz alerta após filha ter infecção causada por urina de cachorro na praia

Abacaxi deixado em exposição engana público e é confundido com obra de arte

Deputada chamada de ''gostosa'' durante votação abre investigação

WhatsApp lança ótima atualização para quem ama enviar áudios

Disney anuncia que vai lançar seu próprio serviço de streaming

Tom Cruise indomável: ator confirma sequência de 'Top Gun'

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Bailarina plus size arrasa como estrela de campanha da Target

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista