Hospital realiza último desejo de paciente: cigarro e taça de vinho


O Hospital Universitário de Aarhus, na Dinamarca, quebrou as próprias regras para realizar o último desejo de Carsten Flemming Hansen, de 75 anos, um paciente em situação terminal: internado após sofrer um aneurisma da aorta abdominal, o dinamarquês fez um pedido simples: um cigarro e uma taça de vinho.

Embora as regras proíbam o fumo dentro do hospital, a equipe médica e a família dele concluíram que, àquela altura, o último desejo dele era mais importante que qualquer tratamento – pois a doença já estava em estado irreversível.

Assim, com aval da família, que já sabia que ele morreria dentro de dias (talvez horas), a cama do idoso foi levada para uma varanda, onde ele pôde fumar seu último cigarro, tomar sua última taça de vinho e observar o por do sol.


Ao jornal Avisen.dk, a enfermeira Rikke Kvist contou que Hansen estava acompanhado pela equipe médica e familiares. "Estava uma atmosfera muito acolhedora e relaxante", relembra ela. "Claro que os familiares estavam afetados pelo fato de que ele estava morrendo, e estavam tristes. Mas havia acolhimento e humor".

A realização dessa última vontade foi registrada em uma foto, foi publicada na última sexta-feira (7) pela página do hospital e gerou comoção entre internautas. "Minhas condolências à família, mas que lindo final. Descanse em paz", disse um. "Um final digno, focado no paciente e no desejo dele", acrescentou outro.

Mais lidas da semana 🔥

Sisu abre inscrições para o 2º semestre

Conheça o criador do jogo Baleia Azul

'A Cabana' é acusado de heresia por parte dos evangélicos

Emmanuel Macron é eleito presidente da França

Ela se vestiu de homem para viajar livremente no século 19

Pai mata filha de 11 meses e comete suicídio ao vivo no Facebook

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

12 séries que são verdadeiras joias escondidas na Netflix

Bronquiolite: 10 perguntas e respostas sobre a doença

Gripe: vacina, sintomas e tratamento