Exposição com objetos originais do Titanic relembra 105 anos do naufrágio

O naufrágio do navio mais famoso da história, o Titanic, completa 105 anos neste sábado (15). O transatlântico afundou após colidir contra um iceberg durante sua viagem de inauguração, deixando 1,5 mil mortos.


* Na imagem, cena do longa-metragem Titanic de 1997

Para relembrar a triste data, a Sociedade Promotora das Belas Artes, em Turim, no norte da Itália, está realizando a exposição ''Titanic – The Artifact Exhibition''.

Pela primeira vez no país, a mostra é uma viagem emocionante por dentro da embarcação. São cerca de 200 objetos originais que pertenciam aos passageiros, como cerâmicas, pratos decorados, roupas e frascos de perfume. Os visitantes também têm o privilégio de ver peças originais do navio resgatadas do fundo do mar.

Além disso, duas cabines em tamanho real foram reconstruídas, uma de primeira e outra de terceira classe, assim como uma parede de gelo, para reproduzir as condições climáticas daquela manhã de mais de um século atrás.


Até o momento, mais de 20 mil pessoas já foram à Sociedade para descobrir a história do ''navio dos sonhos'', como era chamado na época. A exposição ficará aberta até o dia 25 de junho.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site oficial e custam 17,50 euros. Estudantes têm desconto, e crianças de três a 12 anos pagam meia-entrada.


Assista abaixo imagens da exposição:




Confira também: 7 coisas curiosas que afundaram com o Titanic

Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

Netflix vai tirar do catálogo séries famosas da TV; veja quais

Internada aos 5 meses de gravidez, Eliana tem avaliação diária

Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre o contrato com a Friboi