Cultura apresenta; Cássia Eller, quem sabe eu ainda sou uma garotinha

Foi um grande susto – em 29 de dezembro de 2001, às vésperas do réveillon em que faria um grande show na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, morreu Cássia Eller. A cantora de voz grossa e repertório eclético tinha apenas 39 anos.


Cássia vivia um dos melhores momentos da carreira naquele ano de 2001. Em janeiro, tinha se apresentado na terceira edição do Rock in Rio, em uma ''Cidade do Rock'' absolutamente lotada. Causou polêmica por levantar a blusa e mostrar os seios, em um show elogiado pela crítica e aclamado pelo público. Em março, gravou o Acústico MTV, um formato de muito sucesso. E então saiu em turnê, divulgando o disco e o DVD. Era o show que todos queriam ver naquele ano, e ela se apresentava quase dia sim, dia não.


A notícia de sua morte repentina veio cercada de polêmicas. Houve a especulação de que ela teria sido vítima de uma overdose, já que se sabia que Cássia era usuária de cocaína. Os exames feitos após a morte da cantora, no entanto, provaram que ela não havia se drogado, e a causa da morte foi um infarto do miocárdio.


Até hoje, mais de 15 anos depois de sua morte, as músicas de Cássia emocionam. Em homenagem a ela, selecionamos os maiores sucessos da carreira para você curtir conosco.




Mais lidas da semana 🔥

Ela se vestiu de homem para viajar livremente no século 19

12 séries que são verdadeiras joias escondidas na Netflix

Bronquiolite: 10 perguntas e respostas sobre a doença

Uma noite de 'MasterChef' com JB, o crítico mais crítico da gastronomia

Sisu abre inscrições para o 2º semestre

Filme ''Anastasia'' se torna musical na Broadway

Mãe faz alerta após filha ter infecção causada por urina de cachorro na praia

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Taiwan aprova emenda que proíbe consumo de carne de cães e gatos

25 fatos curiosos sobre Psicologia