Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

A Coreia do Norte exibiu o que pareceram ser novos mísseis de longo alcance e mísseis para lançamento a partir de submarinos neste sábado 15, no 105º aniversário do fundador do país, Kim Il Sung, enquanto um porta-aviões nuclear dos Estados Unidos se aproximava da região.


Os mísseis tiveram papel de destaque em um gigantesco desfile militar, com o neto de Kim e atual líder do país, Kim Jong-Un, dedicando tempo para saudar o comandante das Forças Estratégicas, divisão militar que controla o arsenal de mísseis.

Um ataque da Marinha norte-americana contra uma base área síria este mês, com mísseis Tomahawk, despertou questionamentos sobre os planos do presidente dos EUA, Donald J. Trump, para a Coreia do Norte, que realizou diversos testes balísticos e nucleares em desafio a sanções impostas pela ONU, com ameaças frequentes de destruir os Estados Unidos.

Kim Jong-Un, que parecia bastante relaxado em um terno escuro e rindo junto com seus assessores, observou as festividades do ''Dia do Sol'', na praça Kim Il Sung, em Pyongyang.


Soldados perfilados e bandas marciais encheram a praça, em frente ao rio Taedonggang, sob o sol primaveril, e foram seguidos por tanques, sistemas lançadores de foguetes e outros armamentos.

Diferente de outros desfiles militares com a presença de Kim, desta vez não foi evidente a presença de algum oficial sênior da China. A China é o único grande aliado da Coreia do Norte, mas já se manifestou contrária a seus testes de mísseis e nucleares, dando aval para sanções da ONU.

Analistas militares disseram acreditar que alguns dos mísseis exibidos são novos tipos de mísseis balísticos intercontinentais (ICBM, na sigla em inglês).


A Coreia do Norte mostrou dois tipos de ICBM acoplados a lançadores, sobre caminhões, sugerindo que Pyongyang tem trabalhado rumo a um ''novo conceito'' de ICBM, disse a analista sênior do Instituto Internacional de Estudos Middlebury, em Monterey, Califórnia, Melissa Hanham.

''No entanto, a Coreia do Norte tem o hábito de exibir novos conceitos em desfiles antes mesmo de testá-los ou lançá-los'', disse ela.

''Ainda é muito cedo para o design desses mísseis'', completou.


Mísseis balísticos Pukkuksong para lançamento a partir de submarinos também estiveram no desfile. Foi a primeira vez que a Coreia do Norte mostrou estes armamentos em uma parada militar.

Na sexta-feira 14, a Coreia do Norte reclamou que os Estados Unidos estão levando ''grandes ativos estratégicos nucleares'' para a região, à medida que a frota comandada pelo porta-aviões USS Carl Vinson, aproximava-se.




Mais lidas da semana 🔥

Sisu abre inscrições para o 2º semestre

'A Cabana' é acusado de heresia por parte dos evangélicos

Conheça o criador do jogo Baleia Azul

Pai mata filha de 11 meses e comete suicídio ao vivo no Facebook

Ela se vestiu de homem para viajar livremente no século 19

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima

Emmanuel Macron é eleito presidente da França

Bronquiolite: 10 perguntas e respostas sobre a doença