Coreia do Norte é um 'problema que será resolvido', afirma Trump


O presidente dos EUA, Donald J. Trump, afirmou nesta quarta-feira (13) que a Coreia do Norte é "um problema que será resolvido".

A declaração foi feita horas após o lançamento no Afeganistão da "mãe de todas as bombas", a maior arma não nuclear dos EUA (batizada de ''GBU-43'', a bomba integra o arsenal norte-americano desde 2003, durante a Guerra do Iraque, mas até hoje só havia sido usada em testes. Ela também é conhecida pelo acrônimo ''Maob'', que significa, em inglês, Munição Maciça de Destruição Aérea), e uma semana depois do bombardeio norte-americano à base aérea síria Al Shayrat, no último dia 6.

Indagado se a ação militar no Afeganistão manda uma mensagem ao governo norte-coreano, no dia em que imagens de satélite revelaram que o país está pronto para mais um teste nuclear, Trump afirmou que isso não fazia diferença. "A Coreia do Norte é um problema, um problema que nós resolveremos".

Há quatro dias, o governo norte-americano enviou um porta-aviões para a península coreana após Pyongyang disparar um míssil no Mar do Japão.


Na terça (11), Trump havia dito no Twitter que os EUA "resolveriam o problema" da Coreia do Norte sozinhos caso a China, aliada do regime de Pyongyang, não colaborasse.

"A Coreia do Norte está querendo confusão. Se a China quiser ajudar, seria ótimo. Se não, nós resolveremos o problema sozinhos!", disse o republicano, que se reuniu na semana passada na Flórida com seu colega chinês, Xi Jinping. "Eu expliquei para o presidente da China que um acordo comercial com os EUA será muito melhor se eles resolverem o problema da Coreia do Norte!"


Teste nuclear

Nesta quinta-feira (13), a organização americana 38 North informou que imagens de satélite de uma base militar na Coreia do Norte indicam que o regime do ditador Kim Jong-un está preparado para conduzir um novo teste nuclear, declarou nesta quarta-feira (12).


Segundo especialistas da organização, que monitora a situação no país, imagens aéreas registradas na quarta (12) mostram uma atividade contínua de funcionários em instalações da base de Punggye-ri. Desde 2006, o regime norte-coreano realizou cinco testes nucleares no local.

Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre o contrato com a Friboi

Ministério da Saúde não recomenda polvos de crochê para bebês

Vacina contra a gripe é liberada para toda a população

''Eu sou a pedra no sapato do Bruno'', diz mãe de Eliza Samúdio