Conheça três heroínas que lutam pelas mulheres na África

Quando as crianças pensam em super-heróis ou super-heroínas, elas geralmente imaginam guerreiros que brigam contra criminosos de grandes centros urbanos do Ocidente. Apesar dessas histórias serem um sucesso, a diretora Bruktawit Tigabu decidiu criar uma série sobre três heroínas etíopes que batalham por melhorias sociais em seu país.


A série ''Tibeb Girls'' (em tradução livre ''Garotas que Vestem Tibeb'' – tecido típico usado por mulheres etíopes) conta a história de três jovens – Fikir, Tigist e Fiteh – que ''usam seus superpoderes para lutar contra as injustiças sociais e práticas nocivas às mulheres na África'', como explica a descrição do desenho, em sua página no Facebook.


Com coragem e com a ajuda de seus superpoderes, as heroínas do desenho combatem os problemas de sua região, como o casamento infantil e a transmissão do HIV. Na Eiópia, 760 mil pessoas conviviam com o vírus, em 2012, segundo dados da Unicef ↗.

Meninas na escola

Outra preocupação da série é discutir a importância da educação para meninas. ''Somente na Etiópia, nove milhões de meninas não tem acesso à escola – o que resulta em uma perda de quatro milhões de dólares para o país, por ano'', disse Bruktawi em entrevista ao Startup Compete.

De acordo com a Unicef, em 2013, apenas 5,3% das meninas etíopes tiveram acesso a pré-escola no país, entre 2008 e 2009. O percentual salta para 65,5% quando o acesso ao ensino fundamental por mulheres é analisado no país; mas a escolaridade volta a cair à taxa de 15,6% quando se observa a escolaridade de mulheres no ensino médio.


Acessibilidade

Com a intenção de alcançar os mais diversos e longínquos públicos, Bruktawi e sua equipe transformaram a série em um programa de rádio e em um livro de história em quadrinhos.

Afinal, não são todos que possuem televisão para acompanhar as aventuras do trio e grande parte da população mora na zona rural – aproximadamente 85% dos etíopes ↗.

Mais lidas da semana 🔥

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

Dono de bicicleta condena tatuagem em testa de adolescente: 'Não consegui dormir'

Escapei de um marido violento, mas vi minha filha morrer nas mãos do goleiro Bruno

Roger Moore, ator de '007', morre aos 89 anos

Netflix vai tirar do catálogo séries famosas da TV; veja quais

Internada aos 5 meses de gravidez, Eliana tem avaliação diária

Coreia do Norte exibe mísseis e aumenta rumor de ataque nuclear

'13 Reasons Why': 2ª temporada vai mostrar outros pontos de vista

O ''jogo da baleia azul'' e a tragédia de Maria de Fátima

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre o contrato com a Friboi