Com câncer terminal, jovem de 20 anos morre antes de realizar último desejo

Enfrentando um câncer terminal, o jovem Dylan Holmes, de 20 anos, morreu na manhã da última quarta-feira (19) antes de conseguir concretizar um sonho: viajar à Tailândia e fazer um passeio de elefante.


Morador de Thornaby (Inglaterra), o rapaz comoveu colegas de sua antiga escola após ser diagnosticado com um linfoma. Cerca de R$ 12 mil foram arrecadados para ajudá-lo, mas, com a doença em estágio avançado, ele não resistiu a tempo de fazer a viagem.

"Com os corações partidos, nós tristemente anunciamos que Dylan perdeu sua batalha contra o câncer nas primeiras horas desta manhã, com sua família e seus amigos ao seu redor", informaram os parentes em um post no Facebook. "Nós gostaríamos de agradecer a todos pelas palavras e pelo apoio durante este último ano. Descanse em paz, Dylan. Iremos te amar para sempre".

Conforme informou o brtânico "Gazette Live", Dylan havia acabado de entrar na faculdade quando descobriu a doença e começou a passar por quimioterapia. Apesar de estar cada vez mais debilitado, o rapaz, descrito por amigos como um "jovem maravilhoso", ainda acreditava que conseguiria realizar o sonho de viajar ao país do sudeste asiático.


Na rede social, amigos e familiares prestaram homenagens a Dylan. Emocionado, um parente escreveu: "Seu tempo aqui fez a diferença na vida de muitas pessoas".

Mais lidas da semana 🔥

Abacaxi deixado em exposição engana público e é confundido com obra de arte

Avó faz manta para neto mas detalhe 'indecente' chama atenção

Homem que agrediu a própria mãe idosa é preso após repercussão de vídeos

WhatsApp lança ótima atualização para quem ama enviar áudios

Prefeito de vilarejo italiano oferece € 2 mil para que pessoas se mudem para o local

Tom Cruise indomável: ator confirma sequência de 'Top Gun'

Guia prático do chá: o que você precisa saber sobre a bebida

Modelo é condenada por selfie que expõe idosa nua em vestiário

Pippa Middleton se casa e sobrinhos participam de cerimônia

Coreia do Norte diz estar pronta para ir à guerra se Trump quiser